Atenção plena, ou mindfulness, é popularmente entendida como um treinamento que fortalece a atenção e o equilíbrio emocional1.

 

 

PARA QUE SERVE?

Diversos estudos têm demonstrado efeitos benéficos no cultivo do estado de atenção plena. Evidências apontam para impactos significativos em diferentes aspectos do comportamento humano, entre eles:

Desempenho Intelectual

  • Atenção2, 3
  • Memória3
  • Funções executivas3

Equilíbrio Emocional

  • Autocontrole2
  • Redução de estresse, ansiedade e depressão2
  • Bem-estar2

Comportamento

  • Empatia2
  • Altruísmo2
  • Abertura2

Saúde Física

  • Sistema imunológico2
  • Redução de processos Inflamatórios4
  • Longevidade5
Saiba mais sobre a prática que pode tornar sua vida mais produtiva, saudável e feliz.

Como mindfulness funciona

 

FONTES:

1. Para uma entrevista sobre o assunto no Jornal da Cultura, com o Prof. Marcelo Demarzo (Unifesp) acesse: https://youtu.be/5euhmJ4eFY4?t=13m35s

2. Martí AC, Campayo JG, Demarzo M (organizadores). MINDFULNESS E CIÊNCIA - Da tradição à modernidade. 1ed. São Paulo: Palas Athena Editora; 2016. 240 p.

  • Atenção, estresse, ansiedade, depressão, empatia e altruísmo em diversas partes, ver índice remissivo;
  • Abertura vide página 20, autocontrole vide página 32, sistema imunológico vide página 33, bem-estar vide páginas 58 e 62.

3. Chiesa A, Calati R, Serretti A. Does mindfulness training improve cognitive abilities? A systematic review of neuropsychological findings. Clin Psychol Rev. Elsevier Ltd; 2011;31(3):449–64. Recuperado de: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/21183265

4. Hoge EA, Bui E, Palitz SA, Schwarz NR, Owens ME, Johnston JM, et al. The effect of mindfulness meditation training on biological acute stress responses in generalized anxiety disorder. Psychiatry Res [Internet]. 25 de janeiro de 2017 [citado 31 de março de 2017]; Recuperado de: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/28131433

5. Alda M, Puebla-Guedea M, Rodero B, Demarzo M, Montero-Marin J, Roca M, et al. Zen meditation, Length of Telomeres, and the Role of Experiential Avoidance and Compassion. Mindfulness (N Y). 22 de junho de 2016;7(3):651–9. Recuperado de: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/27217844

Compartilhar:
Atendimento